Mais de uma dezena de entidades do concelho de Elvas, ligadas à área da solidariedade social, estiveram reunidas, na quinta-feira 3 de setembro, no auditório do Centro de Negócios Transfronteiriço, em Elvas, para abordar os aspetos relacionados com a pandemia da Covid-19, em especial no que respeita à avaliação da situação atual e análise das respostas a dar em diversos cenários futuros.
Nesta reunião, participaram, por parte da Câmara Municipal de Elvas, o presidente Nuno  Mocinha, o vice-presidente, Cláudio Carapuça, a vereadora Vitória Branco e técnicos do Município; Sandra Cardoso, diretora do Centro Distrital da Segurança Social de Portalegre; a Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA), representada por Vera Escoto, Jorge Marques e José Martins; o comandante Operacional Distrital do Comando Distrital de Operações de Socorro de Portalegre, Rui Conchinha; capitão João Lourenço e cabo Eliana Reis da Guarda Nacional Republicana; comissário Rui Massaneiro, da Polícia de Segurança Pública; e elementos da Proteção Civil Municipal, incluindo o coordenador Tiago Bugio.
Esta sessão de trabalho teve a finalidade principal de esclarecer e ouvir as instituições do concelho de Elvas que gerem equipamentos sociais de cariz residencial, com acordos com a Segurança Social, tendo estado presentes a APPACDM de Elvas, Fundação António Gonçalves, Lar Júlio Alcântara Botelho; Associação de Beneficência Amigos da Terrugem, Associação de Apoio à Infância e Terceira Idade de São Vicente, Comissão de Melhoramentos do Concelho de Elvas (responsável pelo Lar de Santa Eulália e Casa de Acolhimento Residencial Os Cucos), Centro Humanitário de Elvas da Cruz Vermelha Portuguesa, Associação dos Amigos de Vila Fernando, Associação de Assistência de Vila Boim, Centro Social Nossa Senhora do Paço (Barbacena) e Santa Casa da Misericórdia de Elvas.
As entidades presentes foram informadas dos procedimentos preventivos que devem ser implantados, em especial para enfrentar os próximos outono e inverno, quando se admite que a pandemia da Covid-19 pode surgir mais forte. No final da reunião, os presentes tiveram oportunidade de visitar as adaptações que a Câmara Municipal de Elvas fez no Centro de Negócios Transfronteiriço, para poder acolher utentes de instituições particulares de solidariedade social, em caso de necessidade, e de doentes provenientes do sistema de saúde, caso haja necessidade de ampliar a capacidade instalada nas unidades hospitalares.