A Câmara Municipal de Elvas, na sua reunião de 22 de julho, decidiu adjudicar à empresa Empatia – Arqueologia, Conservação e Restauro, Lda. a empreitada de recuperação, conservação e valorização do Aqueduto da Amoreira, primeira fase, que corresponde a um troço em parte do Rossio de São Francisco, em Elvas, por um milhão 458 mil euros. Na mesma sessão de trabalho, a autarquia adjudicou à empresa Efima – Eficiência, Instalações e Manutenção, Lda. a empreitada do Centro de Valorização e Transferência de Tecnologia, nas instalações do Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV), antiga Estação de Melhoramento de Plantas, em Elvas, pelo valor de 894 mil euros.

A Câmara decidiu abrir procedimento para a atribuição de bancas no Mercado Municipal da Casa das Barcas, em Elvas, para a venda de fruta e produtos hortícolas. Foi aprovado o Regulamento do Museu de Arte Contemporânea de Elvas – Coleção António Cachola; o documento segue para aprovação para a próxima reunião da Assembleia Municipal.

Aprovadas duas alterações ao trânsito, no parque de estacionamento junto ao Aqueduto da Amoreira, na Avenida de Badajoz, e na Avenida Garcia da Orta. Atribuídos apoios à Associação Amigos de Vila Fernando e Arkus – Associação Juvenil.