O contrato para o novo empreendimento turístico do grupo Vila Galé em Elvas, foi assinado ontem, dia 4 de março.

Os edifícios a recuperar e adaptar para a atividade turística são o antigo Conselho de Guerra, muralha anexa, antiga fábrica da ameixa e antigo edifício do Aljube Eclesiástico. O espaço tem acessos pelo largo da Casa das Barcas (entre a Rua dos Quartéis e a Avenida 14 de Janeiro), Largo de São Martinho, Rua de Mestre Escola, Rua do Sineiro e Rua do Aljube.

O projeto de conceção, adaptação e exploração de um conjunto edificado no centro histórico da cidade, apresentado pelo Grupo Vila Galé, foi aprovado pela Câmara Municipal de Elvas, na sua reunião de 8 de janeiro de 2020.